Aipo, o multivitamínico natural

 

O nome do aipo, Apium, é de origem latina que significa “abelha”, em alusão ao facto das abelhas serem atraídas pelo aroma da planta na época da floração.

 

A palavra graveolens significa “forte” e entre os gregos, o aipo era considerado uma planta sagrada, utilizada em cerimónias fúnebres.

 

Primo da salsa e do funcho, o aipo pertence á família das umbelíferas. Os tratados de Botânica dizem que se trata de uma planta bienal de raiz e caules estriados comestíveis, distribuindo-se em mais de 15 variedades sendo a mais consumida o Apium graveolens var.dulce.

Utilizado como agente anti-hipertensivo na medicina natural há séculos, o aipo continua a demonstrar os seus benefícios, tanto a nível cardiovascular como a nível anti-infamatório, devido às suas propriedades terapêuticas que ajudam a melhorar a pressão arterial e os níveis de colesterol.

A elevada quantidade de água e eletrólitos que possui apoia a prevenção da desidratação e atua como diurético. Como é rico em flavonóides e fitonutrientes polifenóis, como as ftalidas, o aipo também melhora a saúde do fígado, da pele e dos olhos.

 

O Aipo fresco é uma espécie de multivitamínico in vivo… cerca de 100g contém aproximadamente:

 

  • 16,2 kcal
  • 1,6 gramas de fibra
  • 0,1mg de riboflavina (3% DDR)
  • 3,5 gramas de hidratos de carbono
  • 29,6 mcg de vitamina K (37 % DDR)
  • 36,5 mcg de folato (9 % DDR)
  • 263 miligramas de potássio (8 % DDR)
  • 3,1 miligramas de vitamina C (5 % DDR)
  • 0,1 miligramas de manganês (5 % DDR)
  • 0,1 miligramas de vitamina B6 (4 % DDR)
  • 40,4 miligramas de cálcio (4% DDR)
  • 11,1 miligramas de magnésio (3 % DDR)
  • Também contém vitamina E, niacina, ácido pantoténico, zinco e selénio.

 

Durante 1 mês eu bebi (sem falhar um único dia) sumo puro de aipo de manhã em jejum. Confesso que foi um verdadeiro desafio porque nunca fui muito fã do sabor desta planta.

Agora…o que aconteceu? o que eu senti?

Nos primeiros dias tive muita flatulência…passado, talvez uns 3 dias comecei a sentir-me mais tranquila, relaxada, a dormir melhor e acima de tudo a sentir que o meu processo digestivo estava mais eficiente e isso para mim foi o suficiente para perceber o impacto que esta linda planta tem na nossa saúde.

Se tiveres muita dificuldade na aceitação do sabor do aipo, podes juntar com maçã ou pepino e gengibre ou então fazeres como eu fazia e tapar o nariz enquanto bebia o sumo de uma só vez 😅

 

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DO AIPO

 

  1. Ajuda a diminuir o colesterol elevado
  2. Atua como anti-inflamatório
  3. Preventivo na hipertensão
  4. Ajuda a prevenir úlceras
  5. Contém propriedades antimicrobianas que combatem infeções, como as do trato urinário

 

 

1. AJUDA A DIMINUIR O COLESTEROL ELEVADO

Os benefícios do aipo incluem a sua acção a nível da redução de colesterol que o torna útil para melhorar ou manter a saúde do coração.

O aipo contém um composto único chamado 3-n-butilftalida (BuPh), que julga-se ter uma ação hipolipemiante.

 

Num estudo conduzido pelo Departamento de Farmacologia da Universidade de Singapura, quando os ratos foram alimentados com uma dieta rica em gordura durante 8 semanas, os ratos que receberam extrato de aipo apresentaram níveis mais baixos de lipídios no sangue quando comparados com o grupo controle (os que não receberam).

 

O grupo suplementado com extrato de aipo experimentou uma redução benéfica na concentração sérica de colesterol total (CT), lipoproteína de baixa densidade (LDL-C) e triglicéridos (TG).

 

 

2. ACTUA COMO ANTI-INFLAMATÓRIO

O aipo contém antioxidantes e polissacarídeos que são conhecidos por agir como anti-inflamatórios, especialmente antioxidantes flavonóides e polifenóis.

Estes apoiam a saúde geral, especialmente à medida que se envelhece, lutando contra os danos dos radicais livres (ou stress oxidativo) que pode levar à inflamação.

Os antioxidantes e polissacarídeos tornam o aipo útil no tratamento de condições agravadas pela inflamação como dor nas articulações (como artrite), gota, infecções renais e hepáticas, doenças de pele, síndrome do intestino irritável e infecções do trato urinário.

 

 

3. PREVENTIVO NA HIPERTENSÃO

Os benefícios na redução da hipertensão provêm das sementes do aipo que contêm extratos hexânicos, metanólicos e aquoso-etanólicos que melhoram a circulação, diminuem a inflamação e ajudam a controlar a tensão arterial.

 

Num estudo publicado no Journal of Medicinal Food, foi fornecido aos ratos um extrato de sementes de aipo durante 7 semanas. Ao fim dessas semanas, os ratos apresentaram melhorias significativas nos níveis de tensão arterial quando comparados com os ratos que não receberam o extrato de aipo.

 

Pensa-se que o mecanismo de actuação é através do efeito relaxante que apresenta sobre o sistema muscular, melhorando o fluxo de cálcio e potássio para dentro e para fora das células.

 

 

4. AJUDA A PREVENIR AS ÚLCERAS

Um estudo de 2010 publicado no Journal of Pharmaceutical Biology constatou que o aipo contém um tipo especial de extrato de etanol que é útil na protecção do revestimento do trato digestivo.

Assim, o extrato de aipo tem a capacidade de repor significativamente os níveis de muco gástrico que são necessários no revestimento do estômago para evitar a formação de pequenos orifícios e aberturas, ao mesmo tempo que nutre o estômago, o cólon e os intestinos devido à presença de constituintes químicos, como os flavonóides.

 

 

5. CONTÉM PROPRIEDADES ANTI-MICROBIANAS

As sementes de aipo têm sido usadas como um medicamento à base de plantas com efeitos antibacterianos.

Um relatório de 2009 publicado no Journal of Pharmacy and Pharmacology mostra que o aipo contém componentes antimicrobianos especiais encontrados nas suas sementes.

Quando o extrato foi retirado das sementes de aipo e combinado com bactérias nocivas que causam infecção, este foi capaz de purificar e reduzir significativamente o crescimento das bactérias, sugerindo que o aipo pode ser usado para aumentar a imunidade e combater infecções bacterianas.

Logo, como o aipo ajuda a reduzir o ácido úrico e estimula a produção de urina, pode ser benéfico no combate a infecções bacterianas no trato digestivo e nos órgãos reprodutivos.

 

 

PRECAUÇÕES

Embora a alergia não seja muito comum, o aipo está entre um pequeno grupo de alimentos associados a reações alérgicas graves, semelhante a uma alergia ao amendoim.

As sementes de aipo contêm os níveis mais altos de conteúdo alérgico, que não é destruído durante o cozimento, então o aipo deve ser completamente evitado por qualquer pessoa que tenha uma alergia alimentar conhecida.

 

Um beijinho,

 

 

 

>> https://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/301807?manu=&fgcd=&ds=
>> Planta Med. 1995 Feb;61(1):18-21. Effects of aqueous celery (Apium graveolens) extract on lipid parameters of rats fed a high fat diet. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7700983
>> Crit Rev Biotechnol. 2018 Mar;38(2):172-183. doi: 10.1080/07388551.2017.1312275. Epub 2017 Apr 20.
Advances in the research of celery, an important Apiaceae vegetable crop. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28423952
>> J Med Food. 2013 Jun; 16(6): 558–563. Antihypertensive Effect of Celery Seed on Rat Blood Pressure in Chronic Administration https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3684138/
>> Pharm Biol. 2010 Jul;48(7):786-93. doi: 10.3109/13880200903280026. Gastric antiulcer, antisecretory and cytoprotective properties of celery (Apium graveolens) in rats. www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20645778
>> Pharmacogn Mag. 2011 Apr-Jun; 7(26): 151–156. Hepatoprotective effect of feeding celery leaves mixed with chicory leaves and barley grains to hypercholesterolemic rats www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3113355/
>> J Pharm Pharmacol. 2009 Aug;61(8):1067-77. doi: 10.1211/jpp/61.08.0011. A novel compound from celery seed with a bactericidal effect against Helicobacter pylori. www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19703351
>> Medicine (Baltimore). 2016 Jan; 95(4): e2557. Fruit and Vegetable Intake in Relation to Lower Urinary Tract Symptoms and Erectile Dysfunction Among Southern Chinese Elderly Men https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5291566/

 

>> Imagem: pixabay.com

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.