3 Passos para combater a Fibromialgia naturalmente

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

 

As mulheres têm vindo a marcar o seu lugar numa sociedade que se avizinha cada vez menos patriarcal.

 

No entanto, esta conquista, em algumas situações tem trazido complicações para a saúde da mulher, provavelmente devido à acumulação excessiva de tarefas e responsabilidades que afetam o seu bem-estar, podendo desencadear os mais diversos sintomas.

Um exemplo de um quadro clínico que afeta principalmente o sexo feminino é a fibromialgia, que segundo alguns autores pode ser desencadeada por fatores socio-ambientais extremos como o stress crónico.

 

🌿

A fibromialgia é caracterizada por uma dor prolongada e generalizada nos músculos e tecidos conjuntivos, sem causa específica.

Além da dor, outros sintomas comuns incluem fadiga, dores de cabeça, dificuldades de concentração, distúrbios do sono, depressão e ansiedade.

Embora a dor associada à fibromialgia seja um desafio para muitas mulheres, os distúrbios do sono contribuem para o agravamento sintomático, pois influencia a capacidade cognitiva, promovendo quadros depressivos e sintomas de ansiedade.

Sendo um quadro complexo, o tratamento sintomático beneficia de uma abordagem multifacetada que inclui mudanças na dieta, suplementos e estilo de vida, sendo estes os 3 passos essenciais para uma maior sensação de bem-estar.

 

📌 1º passo: reeducação alimentar

Dizem que o primeiro passo é sempre o mais desafiante, certo?

Ora, o primeiro e mais importante passo é a reeducação alimentar e a adição de novos alimentos e especiarias nas refeições diárias.

Um bom exemplo é a adição frequente de curcuma e gengibre como forma de temperar os pratos principais e mesmo alguns lanches.

A curcumina é o princípio ativo da curcuma, especiaria esta conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, enquanto que o gengibre, além de possuir propriedades anti-inflamatórias também atua como analgésico, aliviando os quadros de dor. Logo, torna-se benéfico adicionar gengibre e curcuma às saladas, marinadas e outros pratos para realçar o sabor e atuar como agente protetor da saúde.

 

📌 2º passo: Suplementação

Muitas mulheres com um quadro clínico de fibromialgia apresentam carências nutricionais subjacentes em nutrientes essenciais, como a vitaminas B12, vitamina C e D, bem como em ácido fólico e magnésio.

O objetivo por detrás da avaliação destas carências nutricionais prende-se com a necessidade de reduzir a inflamação e promover uma boa defesa imunitária do corpo. Como tal, é importante que procure um profissional de saúde e converse com ele sobre a possibilidade de investigar possíveis carências nutricionais.

 

📌 3º passo: Estilo de vida

Para muitas pessoas no meio de um surto de fibromialgia, a última coisa que soa atraente é sujeitar-se à atividade física, o que é perfeitamente compreensível, considerando a dor e o cansaço físico.

No entanto, a prática regular de exercício físico como caminhadas, natação e pilates ajudam a aliviar a dor e promovem o relaxamento, que como consequência diminui o stress e a ansiedade.

 

Um beijinho ❤️

 

 

 

 

 

1. Sci Rep. 2018 Jan 10;8(1):243. doi: 10.1038/s41598-017-18657-4. Functional Brain Network Mechanism of Hypersensitivity in Chronic Pain. www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29321621

2. Magnes Res. 1994 Dec;7(3-4):285-8. Selenium and magnesium status in fibromyalgia. www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7786692

3. Arthritis Rheum. 2001 Nov;44(11):2531-8. Effects of a ginger extract on knee pain in patients with osteoarthritis. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11710709

4. Clin Nutr. 2015 Dec;34(6):1101-8. doi: 10.1016/j.clnu.2014.12.019. Epub 2015 Jan 7. Antioxidant and anti-inflammatory effects of curcuminoid-piperine combination in subjects with metabolic syndrome: A randomized controlled trial and an updated meta-analysis. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25618800

5. Pain. 2014 Feb;155(2):261-8. doi: 10.1016/j.pain.2013.10.002. Effects of vitamin D on patients with fibromyalgia syndrome: a randomized placebo-controlled trial. www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24438771

6. Arch Phys Med Rehabil. 2015 Sep;96(9):1599-605. doi: 10.1016/j.apmr.2015.03.015. Epub 2015 Mar 31. Association of Physical Fitness With Fibromyalgia Severity in Women: The al-Ándalus Project. www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25839088

 

As informações e declarações deste artigo destinam-se única e exclusivamente para fins educacionais e não substituem o aconselhamento médico.

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue nas Redes Sociais
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.