3 passos para evitares a desidratação

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

 

Quem não gosta destes dias mais quentes… mais longos e acima de tudo da leveza que se faz sentir?? (eu adoro!!)

 

Há tanta coisa boa nestes dias mais quentes…que por vezes nos esquecemos de pequenos gestos que são fundamentais para a nossa saúde.

 

Alguém dá um palpite sobre o que estou a falar??

 

Da água, da hidratação…da reposição de líquidos corporais que vamos perdendo ao longo do dia e que muitos de nós se esquecem de repor!!

Sabemos que longos períodos de exposição a temperaturas elevadas podem resultar em problemas associados a um desequilíbrio electrolítico, incluindo a desidratação, mas por vezes nos esquecemos disso certo?

Repara…a desidratação é muito mais do que sentir sede. Os sinais de desidratação também podem incluir espasmos, tensão no pescoço ou na mandíbula, obstipação e problemas cardiovasculares.

Muitas pessoas que apresentam sintomas como dificuldade em se concentrar ou dores musculares persistentes são também pessoas que bebem muitos poucos líquidos.

 

Mas afinal o que é a desidratação??

É nada mais do que a perda excessiva de líquidos corporais, ou seja, ocorre quando existe um desequilíbrio no corpo entre a perda e a ingestão de líquidos necessários para funcionar normalmente, que se traduzem na perda de água, eletrólitos ou numa combinação de ambos.

 

Então, o que precisas fazer para te protegeres da desidratação e da perda de fluidos e eletrólitos?

Precisas de beber bastante água diariamente, monitorar a tua sede e a tua urina! Sendo assim, os sinais mais comuns de desidratação incluem:

Os músculos dentro do aparelho digestivo precisam de água para se contrair corretamente e facilitar a ida ao wc, logo, níveis elevados ou baixos de água e/ou eletrólitos podem resultar em diarreia, obstipação, cólicas ou hemorróidas.

 

O que fazer para evitar a desidratação?

 

– 1 –

Bebe bastante água

A água é a melhor forma de prevenires e combateres a desidratação, especialmente durante os meses quentes de verão, quando todos estamos propensos a transpirar ainda mais do que o habitual.

Lembra-te é que se estás grávida ou a amamentar precisas de mais líquidos para te manteres hidratada, aliás…qualquer pessoa que tome antibióticos, diuréticos, pílula contraceptiva, medicamentos para a tensão arterial, entre outros também está mais propenso a ficar desidratado por isso atenção!!

 

– 2 –

Abusa dos alimentos ricos em água

 

– 3 –

Procura alternativas saudáveis à água

 

Se não és grande fã de água tens outras opções interessantes!!

Podes optar pela água de coco, por exemplo, pois é rica em potássio, aminoácidos, enzimas e minerais; Ou ainda optar por:

• Sumos vegetais
• Batidos de frutas
• Infusões
• Caldos de legumes
• Água aromatizada

 

Como vês as opções são muitas!!

Mantém-te atenta ao teu corpo, pois tu saberás melhor que ninguém aquilo que ele precisa para se manter lindo, saudável e equilibrado!!

 

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue nas Redes Sociais
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.