Saúde Natural da Mulher - Casos Clínicos Naturopatia

A importância da fertilidade consciente

Vivemos num mundo patriarcal, numa sociedade que privilegia a energia masculina, a ação, o fazer, a produtividade incansável, a rotina.

 

É uma realidade com a qual lidamos todos os dias, sem questionar, porque foi assim que fomos educados. No entanto, nós, mulheres, somos regidas por ciclos.

 

Ser mulher significa ser cíclica: passamos pela infância, menarca, sexualidade, maternidade e menopausa.

 

Durante a nossa fase fértil, desde a menarca até à menopausa, experienciamos o ciclo menstrual. Aprendemos na escola e com as mulheres da nossa vida, noções básicas acerca deste. No entanto, existem muitas coisas que ninguém nos conta acerca do ciclo menstrual, da nossa fertilidade e do que é ser mulher.

 

O nosso ciclo menstrual é muito mais do que menstruar.

 

Na verdade, o seu principal evento é a ovulação. Em todos os ciclos, o nosso corpo prepara-se, através de uma série de complexos mecanismos, para gerar e acolher uma nova vida. Este fenómeno é um sinal de fertilidade e de saúde. Deste modo, o ciclo menstrual é um sinal vital.

O nosso corpo avisa-nos, se estivermos dispostas a escutá-lo, se algo não estiver bem. Alerta-nos através de sinais e sintomas que muitas vezes escolhemos ignorar.

 

Katerina_Knizakova / Pixabay

 

Um exemplo:

Uma menina que tem muitas dores menstruais e decide procurar ajuda, muitas vezes é confrontada com apenas uma solução: a pílula. Sem conhecer as suas opções, acaba por pensar que é a sua única escolha.

Após anos a tomar a pílula (que mascara o problema e não o trata de facto), essa mulher pode perceber que o problema continua lá.

A pílula (ou outro contracetivo hormonal) pode ser vista como um penso rápido colocado por cima de uma ferida que necessita de um tratamento especializado: quando o retiramos, mais cedo ou mais tarde, vamos precisar de a tratar. Muitas mulheres podem identificar-se com esta história.

 

Monitorizar o ciclo menstrual e conhecer o nosso corpo dá-nos muitas respostas acerca da nossa saúde, ajuda-nos a compreender a nossa ciclicidade e trabalhar com ela, evitando assim frustrações e que exijamos demasiado de nós mesmas. É, também, possível delimitar a nossa janela fértil para nos ajudar a evitar ou alcançar uma gravidez.

 

A observação e registo dos biomarcadores do ciclo menstrual (também chamados de indicadores de fertilidade), como o muco cervical, a temperatura basal e as características do colo do útero, ajudam a mulher a conhecer o seu corpo.

 

Quando a mulher conhece as características de um ciclo saudável e aprende a reconhecer os seus padrões, consegue facilmente identificar potenciais irregularidades no seu próprio ciclo e, assim procurar ajuda para atuar precocemente, antes que essa irregularidade se transforme em doença.

É tão importante empoderar as mulheres para que possam tomar decisões informadas e conscientes. Isto apenas se consegue com literacia corporal e conhecimento acerca dos seus corpos e das suas escolhas.

 

Texto da autoria de: Inês Martins Almeida

www.cosmicfeminine.com | Instagram: @cosmic_feminine

Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1 Comentário
mais antigo
mais recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] a gravidez pode realmente ser desafiante, principalmente quando já vamos a meio do percurso. Eu felizmente nunca tive refluxo durante a […]

  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue no Facebook
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.