É o alimento mais forte do que os genes quando falamos de cancro?

De acordo com um estudo publicado no Scientific Reports, as opções dietéticas contribuem mais para o aumento do risco de cancro colorretal do que os fatores genéticos.

 

Neste estudo, os investigadores acompanharam 4.080 participantes, onde analisaram os fatores de risco, incluindo o consumo de carnes vermelhas, a ingestão de vegetais e as taxas de cancro.

As mudanças no estilo de vida, como a manutenção de um peso saudável, um consumo menor de carne e maior de vegetais, teve uma maior influência no risco de vir a sofrer de cancro do que os factores genéticos.

Os autores esperam que estes resultados levem a um tratamento mais eficaz e a uma melhor terapêutica preventiva.

A cada estudo realizado são confirmados vezes sem conta os benefícios de uma alimentação de base vegetal, por isso, começa hoje ainda e reduz o consumo de derivados animais ao mesmo tempo que aumentas o de derivados vegetais!!

 

Dá o passo, pois a saúde começa com um único passo…o teu!!

 

 

Ibáñez-Sanz G, Díez-Villanueva A, Alonso MH, et al. Risk model for colorectal cancer in Spanish population using environmental and genetic factors: results from the MCC-Spain study. Sci Rep. Publicado a 24 de Fevereiro de 2017.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.