Caril de grão com espinafres

Às vezes quando paro para pensar na minha alimentação, apercebo-me que já faço uma alimentação de base vegetal há mais de 20 anos.

Quando há vinte anos atrás deixei de comer carne haviam muito poucas alternativas no mercado, então foi com grande facilidade que aprendi que a base da alimentação vegetariana eram as leguminosas, o que é muito semelhança à nossa dieta mediterrânea tradicional cujo consumo de carne era bastante reduzido e onde reinava o consumo das leguminosas, da fruta, das verduras e dos frutos secos.

Ainda me lembro da minha avó fazer a matança do porco (🙈 )  e a carne desse pobre animal servir para os alimentar durante todo o ano, enquanto que o grão, o feijão, as favas, as ervilhas estavam sempre presentes nas refeições daquela casa.

Hoje em dia, embora haja uma adesão cada vez maior à alimentação vegetariana, a qualidade dessas refeições tem vindo a piorar devido à imensa oferta disponível no mercado de alternativas a tudo e mais alguma coisa. Temos chouriço de soja, salsichas de soja, hambúrgueres vegetais, gelados sem leite, queijos de coco, etc, etc, etc. Se por um lado é óptimo termos tantas alternativas aos produtos animais à nossa disposição, por outro dá-nos uma falsa percepção de saudável.

A maioria desses alimentos, possuem elevado teor de gorduras saturadas, de açúcar e de sal. Não têm de facto nada de origem animal, o que a nível ético, ambiental e de saúde é ótimo, mas têm todo um outro conjunto de ingredientes que são mais prejudiciais do que benéficos quando os consumimos regularmente.

Repara, eu posso alimentar-me à base de batata-frita, cerveja e oreos e ser vegetariana. Mas isso significa que a minha alimentação é saudável? claro que não. Seria pobre em nutrientes importantes e rica em nutrientes desinteressantes de um ponto de vista nutricional.

Isto tudo para te dizer que as leguminosas, onde se incluem as lentilhas, o feijão, o grão, as favas e as ervilhas devem fazer parte do nosso dia a dia, independentemente se temos uma alimentação de base vegetal ou não, porque elas são ficas em fitonutrientes que promovem a saúde geral.

O grão, por exemplo, além de ser uma boa fonte de proteína, também é uma boa fonte de magnésio e cálcio. Ambos os minerais associados à melhoria dos sintomas de insónia.

  • O magnésio aumenta os níveis de GABA, um aminoácido que promove o relaxamento e o sono.
  • O cálcio é essencial para a produção de triptofano. Um aminoácido que incentiva a produção de melatonina, uma hormona que é fundamental para induzir o sono.

Por isso, aposta nas leguminosas e faz por comer uma pequena dose diariamente através de pratos deliciosos como este caril de grão com espinafres que aqui te deixo:

 

 

 

Ingredientes

1 cebola
azeite
2 dentes de alho
2 cenouras
1 molho de espinafres
1 molho de coentros
grão cozido
1 curgete
1 lata de leite de coco
1 colher de sopa de caril doce

 

 

 

 

  1. Refoga-se a cebola e o alho no azeite até ficar transparente e acrescenta-se sal.
  2. Coloca-se os espinafres e tapa-se durante uns 2 minutos para cozinhar.
  3. Adiciona-se as cenouras e o curgete picado finamente e tapa-se mais 3 minutos.
  4. Adiciona-se o grão, o caril, os coentros e o leite de coco.
  5. Envolve-se bem e tapa-se durante cerca de 10 minutos a cozer.
  6. Desliga-se o fogão e deixa-se apurar mais uns 5 minutos. Depois é só servir com arroz ou batata doce

 

Depois é só desfrutares deste delicioso caril de grão com espinafres.

Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue no Facebook
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.