Carne vermelha e a diverticulite

A carne e o seu potencial efeito negativo na saúde tem vindo a ser discutido cada vez mais, o que também tem feito com que fosse cada vez maior o número de pessoas que diminuem o seu consumo.

 

Sabe-se hoje que evitar a carne vermelha e outros factores de risco pode prevenir até metade os casos de diverticulite, isto, de acordo com um estudo publicado no The American Journal of Gastroenterology.

 

Os investigadores avaliaram os resultados da ingestão de carne vermelha, fraca ingestão de fibra, obesidade, pouca atividade física e tabagismo em 51.529 homens do Estudo de Acompanhamento de Profissionais de Saúde.

Os resultados mostraram um risco diminuído de 73 por cento para a diverticulite entre os homens que comeram mais fibras, eram activos e comeram menos do que uma porção de carne vermelha por dia, em comparação com os homens que não evitavam nenhum dos factores de risco observados.

 

Os autores recomendam que os clínicos incorporem intervenções de estilo de vida em estratégias preventivas para prevenção de doenças.

 

 

 

Traduzido de: Physicians Committee

Liu PH, Cao Y, Keeley BR, et al. Adherence to a healthy lifestyle is associated with a lower risk of diverticulitis among men. Am J Gastroenterol. Published online November 7, 2017.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.