Detox. Vale a pena?

 

Os pesticidas são utilizados em grande escala por todo o mundo e esses produtos químicos entram no nosso corpo através da comida que ingerimos, do ar que respiramos e da água que bebemos.

 

Estamos conscientes dos metais pesados presentes nos peixes, nas tintas e nos produtos de construção, bem como dos produtos químicos cancerígenos encontrados em produtos de limpeza, produtos de beleza e plásticos.

 

 

Sabemos que as toxinas, como o mercúrio nos peixes, tem efeitos prejudiciais à nossa saúde e temos alguma noção que outros químicos, quando em quantidades elevadas no nosso corpo, também nos podem prejudicar, então é sensato começarmos a pensar em como diminuir a nossa exposição a estas substâncias, certo?

 

É importante deixar claro que o nosso corpo é uma valente máquina projetada para identificar, decompor e eliminar todos ou quase todos os compostos que nos possam ser prejudicais.

 

Repara até os nossos próprios processos metabólicos criam produtos potencialmente prejudicais que são eliminados, como o dióxido de carbono (o ar que expiramos), o ácido láctico, as hormonas e o colesterol. Mas como é obvio temos a capacidade inata de os eliminar, ou seja, de nos desintoxicarmos.

Para isso dispomos de um fígado, rins, pulmões, pele e sistema digestivo que fazem esse trabalho de eliminação constante.

Ainda assim, se no nosso dia a dia adotarmos práticas que nos possibilitem facilitar o trabalho dos nossos órgãos eliminadores tanto melhor. É a isso que eu chamo de “detox”, ou seja, nada mais é do que um estilo de vida que não sobrecarregue a saúde do nosso organismo.

 

Depois de leres este artigo, vais conseguir identificar o teu estilo de vida e aprender como podes diminuir a exposição a agentes nocivos que sobrecarregam o teu corpo.

 

 

Quando se trata da nossa alimentação, existem diversas formas pelas quais conseguimos diminuir a nossa exposição a substâncias nocivas:

 

Come alimentos biológicos sempre que possível e, na impossibilidade, opta por produtos de produtores locais que geralmente são cultivados de forma um pouco mais tradicional.

Evita alimentos processados, alimentos que contenham corantes artificiais, aditivos ou qualquer outra substância cujo o nome seja difícil de prenunciar, pois provavelmente são substâncias que podem sobrecarregar o nosso corpo.

 

Como mencionei anteriormente, o teu corpo possui sistemas próprios de limpeza.
Os órgãos essenciais incluem o fígado, os rins, os pulmões, a pele e o sistema digestivo.

 

O fígado quebra as substâncias químicas, hormonas, medicamentos e outros agentes nocivos e encaminha o que precisa ser eliminado para o sistema digestivo.

Os metabolitos solúveis na água são excretados pelos rins e pelos pulmões ao expirarmos como por exemplo, o dióxido de carbono, um gás produzido naturalmente quando respiramos.

Por último, mas não menos importante temos a pele, que é o nosso maior órgão e que elimina esses agentes nocivos pelos poros através do suor.

 

 

Para aumentares a quantidade de substâncias nocivas que eliminas naturalmente podes:

 

⤻ Aumentar a ingestão de fruta e legumes. Come 8 a 10 porções por dia (uma porção equivale a cerca de ½ chávena).

As frutas e os legumes são ricos em antioxidantes para ajudar o teu corpo a eliminar mais facilmente aquilo que não necessita e as fibras ajudam a extrair as toxinas pelo sistema digestivo mais rapidamente.

 

⤻ Come diariamente pelo menos 1 porção de alimentos que estimulem o sistema hepático e o fluxo biliar como o limão, a beterraba, a cenoura, a alcachofra e a curcuma. Aumenta também a ingestão de cebola e alho.

 

Faz por suar 30 minutos por dia, através do exercício físico ou do uso de saunas.

 

⤻ Dorme e descansa sempre que possível. O stress diminui a capacidade de limpeza do nosso corpo, logo o sono e o repouso promovem a regeneração dos tecidos. Agora já tens uma desculpa para dormir um pouco mais 😆

 

⤻ Bebe muitos líquidos, quer seja na forma de água, de infusões, de sopas, de caldos, de água aromatizada, o importante é que bebas líquidos. Vê qual a dose minimamente recomendada AQUI.

 

🌿 – 🌿 – 🌿

 

Agora para potenciar ainda mais a limpeza do teu corpo, que tal recorreres a uma plantinha mágica? Estou a falar das Urtigas e dos seus fantásticos “poderes” terapêuticos.

 

Começa por infusões diárias de urtiga e vai variando com sopas, sumos ou açordas (uiiii….é tãooo bom!). Com isto, vais receber uma das mais puras injecções de ferro, cálcio, clorofila, vitaminas e zinco.

As urtigas são conhecidas por terem excelentes propriedades diuréticas, sendo muito úteis para a gota, para o sistema digestivo e para mulheres que têm tendência à anemia.

As suas raízes também são utilizadas, neste caso, são mais apropriadas para problemas de próstata.

 

Diz-me… Já alguma vez as experimentaste? Adorava saber a tua opinião 😀

 

Um beijinho ❤️

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.