Dieta vegetariana na artrite reumatóide

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

 

A artrite reumatóide é uma doença reumática sistémica e a forma mais comum de artrite.

 

É uma doença inflamatória que causa dor, edema, rigidez e perda de função nas articulações. A inflamação das diversas articulações, pode causar alterações na cartilagem, osso, tendões e ligamentos.

Ocasionalmente, a inflamação pode atingir o revestimento dos pulmões (pleurite) ou o revestimento do coração (pericardite).

Pode ainda atingir o pulmão ou associar-se a secura dos olhos ou da boca, devido à inflamação das glândulas que produzem a saliva e as lágrimas.

 

Dito isto, voltamos à grande questão:

 

O que posso eu fazer para melhorar a minha qualidade de vida?

 

MUDA A TUA ALIMENTAÇÃO.

Tem sido constantemente estudado o impacto que os factores dietéticos podem ter na artrite reumatóide.

Por exemplo, um ensaio duplo-cego controlado e testado em pacientes com artrite reumatóide, demonstrou que o efeito de um jejum de 7-10 dias, seguido, de uma dieta vegetariana (estrita) sem glúten ajustada individualmente a cada participante durante um período de 3,5 meses resultou numa melhoria significativa em todos os parâmetros laboratoriais quando comparado à dieta dita convencional (omnívora).

 

Um ano após os pacientes completaram o teste, voltaram a ser examinados.

Em comparação com os valores basais, as melhorias medidas foram muito maiores nos vegetarianos.

Resumindo: Os resultados demonstraram que alguns pacientes com artrite reumatóide podem beneficiar de uma alimentação de base vegetal antecedida por um curto período de jejum.

 

Bem sei que é uma insistência minha, mas acredito profundamente que grande parte da solução para uma boa saúde ou recuperação da mesma passa pelos alimentos que consumimos.

É certo que o campo da alimentação terapêutica é vasto e em constante mudança, mas o certo é que os alimentos “verdadeiros”, aqueles que não são processados são constantemente associados a uma boa saúde e é nesses que temos que apostar para conseguirmos encontrar o caminho de retorno ao nosso bem-estar físico e psicológico.

 

 

Artigo Data de Publicação: 01 de setembro de 1999
Tipo de estudo: Estudo Humano

Fonte: Am J Clin Nutr. Setembro 1999; 70 (3 Supl): 594S-600S. PMID: 10479237 (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10479237)

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

2 Comentários
mais antigo
mais recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] do seu efeito no alívio da dor muscular, esta raíz também pode ser muito útil em casos de artrite reumatóide, dor crónica, perturbações gastrointestinais, na redução de sintomas como a tosse, gripe, […]

trackback

[…] A curcumina tem demonstrado ser superior aos medicamentos padrão para a artrite reumatóide. […]

  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue nas Redes Sociais
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.