O meu Filho tem Febre e Agora?

 

A febre é quase um tema tabu na nossa sociedade. Funciona como o “bicho papão”.

 

Criou-se de tal forma, de geração em geração, o medo da febre que acabámos por esquecer o que ela é e para o que serve.

Agimos automaticamente quando o nosso filho tem febre…dando-lhe de imediato um antipirético (ben-u-ron) não vá a febre subir.

Ora bem, antes de mais nada, SIM, se o teu filho tiver menos de 1 mês de idade e com uma temperatura superior a 38 graus, liga de imediato para o médico ou vai com ele ao hospital (é preferível ligar 1º ao médico ou à saúde 24 para evitar num primeiro momento expô-lo a mais microrganismos infecciosos).

 

Para os pais de filhotes mais velhos…Antes de mais, o que é uma febre?

A febre é uma resposta saudável e natural do corpo que ajuda a combater uma infecção.

 

A febre em si NÃO é uma doença!

 

Uma temperatura acima de 38 graus é considerada febre. A maioria das febres encontram-se na faixa dos 38,5-39,5ºC, acima dos 39,5ºC já é febre alta.

Eu, como mãe, sei bem o quanto fico agitada quando a temperatura do meu filho ultrapassa os 39ºC e embora a temperatura alta ou baixa não reflita necessariamente a gravidade da doença, torna-se muito assustador para nós pais.

A febre nas crianças são geralmente causadas por infecções virais comuns e a maioria não são perigosas. As crianças apresentam geralmente sintomas como tosse, corrimento nasal, dor de ouvido ou erupções cutâneas.

 

As infecções bacterianas, como as infecções de garganta, trato urinário e ouvido, também podem causar febre.

 

O que fazer? Tem em mente que não necessitas de “tratar” a febre em si – o corpo já está a trabalhar para combater a infecção que está a causar a febre.

O paracetamol e o ibuprofeno baixam a temperatura e embora aliviem um possível desconforto nas crianças também têm efeitos secundários potencialmente graves, por isso tenta moderar a sua toma. Evita fazê-lo como primeira abordagem à febre.

Durante a febre, uma das maiores e melhores medidas que podes aplicar é oferecer ao teu filho muitos líquidos, para o ajudar a manter-se hidratado.

Se tiveres um bebé que ainda mame, é benéfico ofereceres-lhe mama em livre demanda e se o teu bebés já não for assim tão bebé mas ainda mama, além do leitinho da mãe também deves oferecer água, cerca de uma colher de chá a cada 30 minutos.

No entretanto, deixa o teu filho descansar e dormir o quanto precisar. Se vires que ele está bem apesar da febre não o
acordes. Cria um ambiente tranquilo, confortável e repousante para que recupere facilmente.

Em relação ao apetite, é normal que este diminua, por isso, oferece-lhe apenas alimentos leves – sopas, caldos, frutas, legumes cozidos no vapor mas não o forces a comer, lembra-te que quando estás mal também não tens apetite. Insiste é com os líquidos!

 

Apoio Fitoterápico

 

As febres podem ser reduzidas com a ajuda de algumas plantas medicinais. As que te falo aqui são plantas que utilizo no meu filho quando está febril e que também recomendo na minha prática clínica, pois ajudam a aliviar os sintomas associados à febre como as dores, dor de cabeça, desconforto na barriga e calafrios.

 

  1. Melissa officinalis: É de sabor agradável e muito suave, mesmo para os bebés. Alivia a dor de barriga, dores gerais e os sintomas de febre.
  2. Raiz do gengibre: Acalma a indigestão. Esta decoção ajuda a combater as infecções respiratórias superiores e ajuda a suar a febre.
  3. Flor Sabugueiro: Esta é uma infusão de sabor mais forte. Dá a beber ainda quente para ajudar a quebrar o suor.

 

Apoio nutricional

 

  1. Sumo de maçã: ajuda a reduzir a temperatura.
  2. Shot´s de vitamina C: Sumo de kiwi, com limão e laranja a cada 1 hora.

 

E QUANDO CONSULTAR O MÉDICO?

Todos os bebés com menos de 1 mês de idade com febre devem ser vistos por um médico imediatamente.

– Bebés com menos de 3 meses de idade com febre alta devem ser vistos por um médico.

– Qualquer criança que não está a ingerir líquidos ou que não está a urinar numa quantidade normal em comparação com o habitual.

– Crianças que se apresentem demasiadamente apáticas devem ser vistos pelo médico.

– Qualquer criança com febre que apresente rigidez no pescoço, vómitos persistentes ou dor de cabeça severa.

– Dor de ouvido severa ou dor de barriga aguda.

– Quando a criança se apresenta letárgica, ou seja, não reage, aparenta estar demasiado fraca ou deixa de fazer contato visual.

– Febres que permanecem elevadas mais do que 3 a 5 dias.

 

Se receares que o teu filho tenha uma doença grave, não hesites…leva-o ao médico.

 

LEMBRA-TE, CONFIA SEMPRE NA TUA INTUIÇÃO DE MÃE!

 

 

 

– https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4786079
– https://www.aap.org/en-us/about-the-aap/aap-press-room/aap-press-room-media-center/Pages/Cough-and-Cold-Medicine-Not-for-Children.aspx
– https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/febrile-seizure/symptoms-causes/syc-20372522
– University of Warwick. (2018, May 21). Hotter bodies fight infections and tumors better — researchers show how: The hotter our body temperature, the more our bodies speed up a key defense system that fights against tumors, wounds or infections. ScienceDaily. Retrieved May 23, 2018 from www.sciencedaily.com/releases/2018/05/180521095606.htm

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.