Hipócrates – “O Pai da Naturopatia”

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

 

“UM HOMEM SÁBIO DEVE CONSIDERAR A SAÚDE A SUA MAIOR BÊNÇÃO HUMANA E APRENDER ATRAVÉS DO SEU PENSAMENTO A BENEFICIAR DAS DOENÇAS. APRENDER COM ELAS.”

 

A figura de Hipócrates fez parte diária de toda a jornada do meu curso de Naturopatia. Durante os quatro anos de estudo, diariamente algum dos docentes aclamava o nome de Hipócrates para contextualizar o que estava a transmitir.

 

Este, apesar de tão aclamado é também facilmente esquecido, mas todos o reconhecem como o “Pai da Medicina“.

 

O nosso amigo Hipócrates nasceu na Grécia, numa ilha chamada Cos, na Grécia (aii um dia também lá irei eheh). Ele não se contentava com o “diz que disse” ou “é assim porque é”…nada disso. A mente dele era altamente investigativa e por isso refutava quase todas as crenças que existiam na altura.

Como em qualquer outro tempo da história, quando alguém não está de acordo com o instituído sofre represálias, ofensas e ameaças. No caso de Hipócrates, este, sofreu nas mãos das autoridades governamentais.

Como médico, Hipócrates opunha-se fortemente ao raciocínio da medicina da época, que assentava na superstição, religião e magia. Por isso, defendeu, pela primeira vez, que a doença era causada pela transgressão das Leis da Natureza e que a medicina só podia ser praticada cientificamente, com base em evidências, em observação e em estudos.

 

Ele defendia que o corpo devia ser tratado como um Todo e não em peças.

 

Foi o primeiro médico a usar a alimentação, o ar puro, as águas medicinais, as plantas e o exercício no tratamento da doença.

Hipócrates descreveu com precisão os sintomas de algumas doenças, por exemplo, ele catalogou os sintomas da pneumonia, bem como da epilepsia nas crianças.

Depois de anos a viajar por toda a Grécia e a tratar toda a gama de doenças humanas, Hipócrates fundou uma escola de medicina em Cós para ensinar as suas ideias.

Isto revolucionou a medicina no mundo antigo, estabelecendo-a como uma disciplina e uma profissão respeitada.

Compilou uma lista de 400 plantas medicinais, nas quais encontrou princípios terapêuticos, em que metade delas ainda são usadas nos dias de hoje.

Em relação à Medicina como “arte” que deve ser praticada com a máxima integridade e abertura, ele desenvolveu um Juramento de Ética Médica para os médicos seguirem. (Hoje, existe uma versão modernizada do juramento que é feito nas cerimonias de final de curso).

Dito isto, apesar de Hipócrates ser homenageado como “Pai da Medicina”, se ele fosse vivo nos dias hoje, sem dúvida seria rotulado de Naturopata e muito provavelmente ignorado ou limitado no seu trabalho por muitos daqueles que fazem o seu juramento.

 

Juramento

 

“JURO POR APOLO MÉDICO, POR ESCULÁPIO POR HIGÍ POR PANACEIA E POR TODOS OS DEUSES E DEUSAS QUE ACATO ESTE JURAMENTO E QUE O PROCURAREI CUMPRIR COM TODAS AS MINHAS FORÇAS FÍSICAS E INTELECTUAIS.

HONRAREI O PROFESSOR QUE ME ENSINAR ESTA ARTE COMO OS MEUS PRÓPRIOS PAIS; PARTILHAREI COM ELE OS ALIMENTOS E AUXILIÁ-LO-EI NAS SUAS CARÊNCIAS.

ESTIMAREI OS FILHOS DELE COMO IRMÃOS E, SE QUISEREM APRENDER ESTA ARTE, ENSINÁ-LA-EI SEM CONTRATO OU REMUNERAÇÃO.

A PARTIR DE REGRAS, LIÇÕES E OUTROS PROCESSOS ENSINAREI O CONHECIMENTO GLOBAL DA MEDICINA, TANTO AOS MEUS FILHOS E AOS DAQUELE QUE ME ENSINAR; COMO AOS ALUNOS ABRANGIDOS POR CONTRATO E POR JURAMENTO MÉDICO, MAS A MAIS NINGUÉM.

A VIDA QUE PROFESSAR SERÁ PARA BENEFÍCIO DOS DOENTES E PARA O MEU PRÓPRIO BEM, NUNCA PARA PREJUÍZO DELES OU COM MALÉVOLOS PROPÓSITOS.

MESMO INSTADO, NÃO DAREI DROGA MORTÍFERA NEM A ACONSELHAREI; TAMBÉM NÃO DAREI PESSÁRIO ABORTIVO ÀS MULHERES.

GUARDAREI CASTIDADE E SANTIDADE NA MINHA VIDA E NA MINHA PROFISSÃO.

OPERAREI OS QUE SOFREM DE CÁLCULOS, MAS SÓ EM CONDIÇÕES ESPECIAIS; PORÉM, PERMITIREI QUE ESTA OPERAÇÃO SEJA FEITA PELOS PRATICANTES NOS CADÁVERES.

EM TODAS AS CASAS EM QUE ENTRAR; FÁ-LO-EI APENAS PARA BENEFÍCIO DOS DOENTES, EVITANDO TODO O MAL VOLUNTÁRIO E A CORRUPÇÃO, ESPECIALMENTE A SEDUÇÃO DAS MULHERES, DOS HOMENS, DAS CRIANÇAS E DOS SERVOS.

SOBRE AQUILO QUE VIR OU OUVIR RESPEITANTE À VIDA DOS DOENTES, NO EXERCÍCIO DA MINHA PROFISSÃO OU FORA DELA, E QUE NÃO CONVENHA QUE SEJA DIVULGADO, GUARDAREI SILÊNCIO COMO UM SEGREDO RELIGIOSO.

SE EU RESPEITAR ESTE JURAMENTO E NÃO O VIOLAR; SEREI DIGNO DE GOZAR DE REPUTAÇÃO ENTRE OS HOMENS EM TODOS OS TEMPOS; SE O TRANSGREDIR OU VIOLAR QUE ME ACONTEÇA O CONTRÁRIO.”

 

HIPOCRATIS OPERA VERA ET ADSCRIPTA

TOMUS QUARTUS, PÁG: 197-198-199, LAUSANNE MDCCLXXI

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1 Comentário
mais antigo
mais recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Pinheiro Pinheiro
5 anos atrás

Esse juramento NOS DIAS ATUAIS só pode ser uma piada. Os médicos de hoje, assim como qualquer político que toma posse e faz também seu juramento para adentrarem na vida corrupta, não se importam com a dor de seus pacientes. Isso tudo é pura balela. O que se vê são atendimentos cada vez mais precários disponível para a população e no fim das contas o que importa de verdade e ganhar dinheiro e manter seus luxos e para isso é extremamente importante que seus pacientes ou clientes permaneçam sem gozar a saúde plena porém vivos, para continuarem com seus tratamentos… Ler mais »

  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue nas Redes Sociais
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.