Linhaça, uma semente para a vida!

 

Acredito profundamente que os alimentos são os nossos melhores medicamentos (já dizia Hipócrates) e a linhaça é um exemplo de “medicamento” excepcional.

 

Elas são ricas em fibras, em gorduras de boa qualidade e pobres em calorias.

 

Além de nutritivas, as sementes de linhaça ajudam a eliminar o “lixo” do nosso sistema, ou seja, facilitam a mobilidade intestinal que te fará sentir mais leve ao mesmo tempo que auxilia na eliminação dos resíduos tóxicos presentes no nosso corpo.

O estrogénio em excesso é um exemplo de “lixo” que é necessário eliminar de forma a evitar problemas de saúde, principalmente aqueles relacionados exclusivamente com a saúde da mulher como a tensão pré-menstrual, endometriose, miomas e nódulos mamários, ajudando neste caso a equilibrar tanto o sistema hormonal como imunitário.

 

Em Setembro de 2003 foi realizada uma meta-análise* sobre as sementes de linhaça e o cancro da mama publicada no journal Integrative Cancer Therapy.

A revisão obteve as suas conclusões através da análise de 1892 registos de várias bases de dados biomédicas incluindo o MEDLINE, Embase, the Cochrane Library e AMED até Janeiro de 2013, que estivessem de algum modo relacionados com o impacto das sementes de linhaça no cancro da mama.

 

Ao avaliarem os recentes casos de cancro da mama diagnosticados constataram que a linhaça apresentava os seguintes benefícios:

  • Diminuição dos sintomas de afrontamentos
  • Aumento da morte celular (apoptose) dentro dos tumores
  • Diminuição do receptor HER2 (Human Epidermal growth factor Receptor-type 2, proteína associada à malignidade do cancro da mama)
  • Diminuição da proliferação do cancro da mama

 

Os dados observacionais sugerem que o consumo de sementes de linhaça diminui o risco primário de cancro da mama em 18%, melhora a saúde mental em 76% e diminui a mortalidade entre pacientes com cancro da mama em 32%.

 

Por fim, os autores concluíram:

“As evidências actuais sugerem que as sementes de linhaça podem estar associadas a uma diminuição do risco de cancro da mama.

A linhaça apresenta efeitos anti-proliferativos no tecido mamário em mulheres em risco com cancro da mama e pode proteger contra a sua forma primária. O risco de mortalidade pode também ser reduzido entre aqueles que vivem com este cancro.”

 

Mas as sementes de linhaça têm também outros benefícios, repara:

  • Promovem a saúde cardiovascular
  • Ajudam a prevenir a diabetes
  • Diminuem o colesterol LDL
  • Devolve o brilho à tua pele, porque ao promover uma boa mobilidade intestinal retira esse “peso” de eliminação que o nosso maior órgão, a pele, tem de fazer para eliminar os resíduos tóxicos do sistema, reduzindo por sua vez problemas de pele como o acne.

 

E o melhor de tudo é que as sementes de linhaça são super fáceis de usar. Basta adicionares 2 colheres de sopa de sementes trituradas à tua alimentação diariamente.

De acordo com o USDA (United States Department of Agriculture), 14g ou 2 colheres de sopa de sementes de linhaça trituradas têm:

  • 75 calorias,
  • 5,9g de gordura,
  • 3,8g de fibra.

 

Por isso não há desculpas, podes ingeri-las salpicadas na salada, num batido, numa sopa, em fim, em qualquer coisa que estejas a comer.

 

 

*Meta-análise: Revisão sistemática da literatura, com avaliação quantitativa, onde os resultados de todas as pesquisas recuperadas sobre um determinado evento clínico são compilados e estatisticamente quantificados e combinados. A meta-análise permite encontrar significância estatística para o efeito de determinadas intervenções anteriormente consideradas insuficientes devido a amostragens reduzidas. Esse tipo de análise é tido como mais imparcial no que diz respeito a interpretações subjectivas porque os dados são quantitativos.

**Integr Cancer Ther. 2013 Sep 8. Epub 2013 Sep 8. PMID: 24013641

1
Deixe um comentário

avatar
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificar de
trackback

[…] a linhaça atua tanto como promotor ou como bloqueador de estrogénio, dependendo do que o corpo […]