Malvas para a saúde feminina

Malvas para a saúde feminina

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

A Malva sylvestris além de pintar a paisagem primaveril com tons de lilás, é uma planta com um vasto uso tradicional, especialmente quando pensamos no uso da Malva para a saúde feminina.

Esta planta é nativa da Europa, do norte da África e do sudoeste da Ásia. O seu nome deriva do grego “malake“, que significa “suave”, em alusão às suas propriedades emolientes e hidratantes.

As malvas são ricas em mucilagens, especialmente a raiz, daí a sua ação emoliente e suavizante dos tecidos. Além disso, contêm antocianinas, óleos essenciais, taninos, flavonóides, glicósidos e vitaminas A, B1, B2 e C.

As partes normalmente utilizadas desta planta medicinal são as flores, as folhas, as raízes, os botões e as sementes.

Usos Terapêuticos

As Malvas para a saúde feminina trazem vários benefícios, particularmente no pós parto uma vez que são nutritivas para as mulheres em fase de amamentação, bem como para o tratamento de mamilos gretados sob a forma de comprensas.

Além disso, alguns dos benefícios de saúde mais impressionantes da Malva incluem a sua capacidade para acelerar a cicatrização de feridas, proteger contra infeções, reduzir a inflamação (ótima para picadas de insetos, hematomas, queimaduras solares ou erupções na pele), aliviar a dor devido à sua ação analgésica (excelente para dores de cabeça), retardar os sinais de envelhecimento, melhorar a saúde respiratória, otimizar as funções digestivas e apoiar o sistema imunitário.

Usos Culinários

As raízes são cozidas e refogadas com manteiga e cebola. As folhas das malvas podem ser utilizadas e cozinhadas em sopas e saladas tal como o espinafre ou a couve.

Usos Dermatológicos

Inflamações, abcessos, furúnculos e erupções da pele, irritações nos olhos e inflamações das mucosas da boca, pele irritada pós-sol.

A raiz da Malva em pó pode ser adicionada a um creme de pele neutro para ser utilizada como uma máscara facial, deixando atuar cerca de 20 minutos e quando retirada verifica-se uma pele mais sedosa e elástica.

Como usar a Malva

As Malvas podem ser usadas das mais variadas formas, sendo que as mais comuns são através de infusões ou cataplasmas.

Infusão de Malvas

A infusão de Malva pode ser utilizada para fazer gargarejos ou bochechos, para inflamações na gengiva, aftas ou dor de garganta.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de flores e/ou folhas secas de Malva;
  • 1 litro de água a ferver.

Adiciona-se a água a ferver sobre as flores e as folhas secas de Malva, deixando repousar, tapado, durante cerca de 10 minutos e coar.

Cataplasma de Malvas

O cataplasma de malvas pode ser utilizado para aplicar sobre a pele, nos casos de abcessos, úlceras na pele, furúnculos, picada de insetos ou dermatite, por exemplo.

Ingredientes

  • Cinco colheres de sopa de folhas e flores secas de Malva.

Amassar as folhas e as flores secas da Malva, adicionar uma pequena quantidade de água e aplicar na região afetada.

Quem não deve usar

Embora esta planta seja muito segura, no que respeita à utilização das Malvas para a saúde feminina, durante a gravidez, não devem ser usada por grávidas. O seu uso também deve ser evitado por pessoas hipertensas. 

A Malva interfere com a absorção de medicamentos que contenham mucilagens por isso, deve-se fazer um intervalo de pelo menos 1 hora entre a ingestão do chá de Malva e o uso de medicamentos.

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue nas Redes Sociais
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.