O que NÃO me compete como Naturopata

 

  1. Brincar aos Médicos.

Considero os médicos como colegas, mas não meus iguais, pois reconheço plenamente que os médicos têm uma formação que excede a minha em muitas áreas, da mesma forma que eu como naturopata tenho formação em terapias naturais que excede a deles.

Os naturopatas não brincam aos médicos. Cada profissional de saúde tem o seu papel diferenciado no apoio ao paciente.

 

  1. Substituir o medicamento pela planta.

Não me compete como naturopata substituir terapêutica alguma prescrita por um médico ou qualquer outro profissional de saúde.

A naturopatia é baseada na filosofia de que o corpo é capaz de recuperar a saúde, quando lhe oferecemos as condições adequadas. Para facilitar esse processo, utilizamos uma variedade de terapias complementares, desde mudanças de estilo de vida a plantas medicinais, entre outras, mas sempre em articulação com os outros profissionais.

 

  1. Ter uma postura de contradição em relação à medicina convencional

Embora, como é óbvio, tenha preferência pelo uso de terapias naturais para prevenir e tratar doenças, a minha formação ensinou-me a colocar em prática a tal famosa expressão: “Cada macaco no seu galho”.

Ou seja, temos ou devemos ter a consciência e responsabilidade de saber quando um paciente deve ser referenciado para os especialistas convencionais por completo ou ser acompanhado sob um ponto de vista de multidisciplinaridade a bem da saúde de quem nos procura.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!