Sinais e Sintomas de carência de B12

 

Na deficiência de B12 a célula vermelha (blasto) fica grande (mega) e a isso denominando-se anemia megaloblástica.

 

Os sintomas mais comuns estão relacionados com a redução de actividade cognitiva (concentração, memória e atenção), com desconforto para as actividades intelectuais, levando à dispersão, queixas de memória, além de formigueiro nas mãos e pernas.

 

Outras associações que ocorrem na deficiência:

  • Ateroma (acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos);
  • Defeito de formação do tubo neural (alteração que faz com que crianças nasçam com sérias alterações na coluna vertebral e paralisia das pernas):
  • Esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado).
  • Em estágios mais avançados, a pessoa pode ter sintomas psiquiátricos (depressão, transtorno obscessivo-compulsivo, manias) e pode até entrar em coma.
  • Tipicamente, as crianças mostram sintomas de deficiência de B12 mais rapidamente do que os adultos.

A deficiência de B12 pode conduzir à falta de energia e apetite, e impedir o desenvolvimento da criança. As crianças estão mais sujeitas a danos permanentes do que os adultos. Algumas recuperam por completo, mas outras demonstram um desenvolvimento retardado. Mais uma vez, não existe um padrão de sintomas inteiramente consistente.

 

CAUSAS MAIS COMUNS DE DEFICIÊNCIA DE B12:

  • Deficiência alimentar;
  • Distúrbios da absorção de B12

;
  • Má absorção da cobalamina alimentar: Ocorre em pessoas com pouca secreção de ácido no estômago. Sendo mais comum em idosos porque podem apresentar hipocloridria (pouco ácido no estômago), ou em pacientes que retiraram o estômago.
  • Insuficiência pancreática: Alteração da secreção do pâncreas que dificulta a ligação da B12 com o Factor Intrínseco. Esse tipo de alteração pode ser decorrente do alcoolismo.
  • Alteração no funcionamento do Factor Intrínseco: Alguns indivíduos podem ter alterações auto-imunes com produção de auto-anticorpos. O organismo cria anticorpos que destroem ou atrapalham a absorção do Factor Intrínseco. Sem este disponível não se consegue absorver a B12. Esse tipo de anemia se chama anemia perniciosa.
  • Proliferação de bactérias no intestino delgado: A contaminação de bactérias do intestino grosso no intestino delgado chama-se “Síndrome do intestino delgado contaminado”. As bactérias intrusas competem para consumir a B12 que chega ao final do intestino delgado. Esse tipo de complicação pode ocorrer em pessoas com divertículos (com estagnação), passagem anormal do cólon para o delgado (fístulas) ou estreitamentos intestinais (doenças inflamatórias intestinais).
  • Ressecção intestinal: Pacientes que realizaram cirurgias retirando a parte final do intestino delgado.
  • Má absorção alimentar: Aqui são incluídas diversas condições que podem causar má absorção, por exemplos: sensibilidade ao glúten, lesão por radiação na região abdominal, doença celíaca, síndrome do intestino irritável…
  • Interação medicamentosa: Inúmeros medicamentos podem dificultar a absorção da B12.
  • Por perda ou excesso de consumo do organismo. Podemos perder pelas vias biliares, que levam a B12 do sangue ao intestino ou consumir em excesso pela demanda intelectual.

 

EXAMES LABORATORIAIS QUE PODEMOS UTILIZAR

 

1. Hemograma: pode demonstrar a anemia (hemoglobina e hematócrito reduzidos) e o tamanho da célula (a parte do hemograma que mostra o tamanho é o VCM – volume corpuscular médio). 
Se a anemia é mais grave ocorre diminuição das células de defesa (neutropenia) e das plaquetas (trombocitopénia), no entanto, pessoas com poucas concentrações de B12 no sangue podem mostrar células de tamanho normal, não sendo de fiar a exclusividade do hemograma.

2. Reticulócitos: são as células vermelhas jovens. Na deficiência de B12 os seus níveis sanguíneos ficam reduzidos, no entanto, este exame pode ser influenciado por outros nutrientes e condições clinicas.

3. Ácido Metilmalónico: Na deficiência de B12 ocorre aumento do ácido metilmalónico. Este aumento pode ser detectado no sangue e na urina. No entanto, é um exame caro e dispensável. É usado mais para pesquisas clínicas.

4. Homocisteína: Aumenta na deficiência de B12 (e também na de B9 e B6). Algumas doenças como hipotireoidismo, a doença de Down e alguns medicamentos podem alterar os seus valores. A avaliação da homocisteína exige muitos cuidados.

5. Dosagem sanguínea de anticorpo anticélula parietal e de anticorpo bloqueador do factor intrínseco: serve para diagnosticar a anemia perniciosa. O anticorpo bloqueador do FI é mais específico.

6. Dosagem de folato (vitamina B9) no sangue: pode ser usado na dúvida da etiologia da anemia (B12 ou B9). A dieta vegetariana é rica em vitamina B9 (ácido fólico). Isto pode mascarar a deficiência de B12, que muitas vezes só é diagnosticada quando surgem alterações no sistema nervoso. A deficiência de B9 causa manifestações muito parecidas com as da deficiência de B12, excepto pela neuropatia.

 

TRATAMENTO DA DEFICIÊNCIA DE B12

 

# Via oral: A via oral pode ser utilizada para tratar a deficiência, desde que saibam prescrever a quantidade e frequência necessária para a tratar. Esta forma pode ser muito segura, mesmo para quem não tem estômago. Mas atenção que a dose a ser utilizada é o que determina a segurança dessa forma de uso.

Quando ingerimos doses inferiores a 5 mcg de B12 de uma só vez, cerca de 60% (3mcg) é absorvida. 
Quando ingerimos uma dose de 5000 mcg, cerca de 1% (50mcg) é absorvida. Feitas as contas, um suplemento que contenha 1000 mcg é mais do que suficiente para suprimir as necessidades do organismo.

Não há relato de toxicidade pelo uso excessivo de B12.

Ao optar por ingerir suplementos de B12 (Metylcobalamina), os vegetarianos estão a obter a vitamina B12 da mesma fonte que todos os outros animais no planeta — microorganismos — sem causar sofrimento a nenhum ser senciente nem danos ambientais.

 

Referências:

http://www.vitamina-b12.net/analises

http://www.vitamina-b12.net/vitamina-b12

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.