As tâmaras e o trabalho de parto

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

 

Desde os tempos bíblicos, que as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.

 

Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado “O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez“, apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados.

Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma.

Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.

 

Os resultados do estudo foram os seguintes:

 

• Melhoria da dilatação cervical: “As mulheres que consumiram as tâmaras tinham significativamente uma maior média de dilatação cervical no momento da admissão em comparação com as que não consumiram (3,52 cm vs 2,02 cm)”

• Menos danos às membranas: “[O grupo de intervenção tinha] uma proporção significativamente maior de membranas íntegras (83% vs 60%)”

• Trabalho de Parto mais espontâneo: “O trabalho de parto espontâneo ocorreu em 96% das mulheres que consumiram as tâmaras, em comparação com 79% das mulheres que não as consumiram.”

• Menos Drogas Necessárias: “O Uso de Prostin / ocitocina foi significativamente menor nas mulheres que comeram tâmaras (28%), em comparação com o outro grupo (47%)”

• Trabalho de parto mais curto: “A fase latente Média da Primeira Etapa do Trabalho de parto foi menor no grupo que comeu as tâmaras quando comparado ao grupo de controlo (510 min vs 906 min).”

 

Os pesquisadores concluíram que: “o consumo de tâmaras nas últimas 4 semanas antes do parto reduziu significativamente a necessidade de indução e aumento da eficácia do trabalho de parto, produzindo um resultado mais favorável, mas não significativo*, no parto. Os resultados justificam um estudo randomizado controlado. “

 

 

www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21280989
* O significativo refere-se a nível estatístico devido ao pequeno número de participantes.

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Subscrever
Notificar de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

3 Comentários
mais antigo
mais recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Camila Ferreira de Oliveira
Camila Ferreira de Oliveira
3 anos atrás

Eu não sei a data certa do meu parto, o medo que fez a ultrassom falo que pode nascer dia 15/02/18 mais pode ser 15 antes e 15 depois, se eu comer a tâmaras mais de 4 semanas da algum problema?

trackback

[…] As tâmaras e o trabalho de parto. https://verabelchior.com/tamaras-e-trabalho-de-parto/ […]

  • Sobre

    Sou a Vera, naturopata especializada na saúde da mulher e da criança e autora do livro Nascer e Crescer Vegetariano.

    Segue nas Redes Sociais
    Categorias
    Livros e Materiais
    Cursos e Masterclasses Online

    Todas as informações fornecidas por este website destinam-se única e exclusivamente para finalidades informativas ou educacionais, não tendo a intenção de substituir as orientações fornecidas pelo profissional de saúde ou médico, nem para serem utilizadas para diagnóstico ou tratamento clinico.

    Tens a minha autorização para utilizar os conteúdos da página da forma que quiseres.

    Conhecimento e sabedoria são recursos inesgotáveis que crescem ao serem partilhados. Todos beneficiamos com isso! No entanto, não nos responsabilizamos por nenhuma consequência direta ou indiretamente tomada com base nas informações desde website.

    Se quiseres explorar mais conhecimentos e informações em fontes credíveis e reconhecidas, clica aqui para ver a lista de recursos que recomendo.